Medula Óssea

     Medula Óssea é a matriz do sangue, ela contém as células mãe (células tronco) que dão origem aos glóbulos brancos e plaquetas. A medula se localiza na parte interna dos ossos, popularmente conhecida como “tutano do boi”.

     A maior dificuldade encontrada à realização do transplante de Medula Óssea é a compatibilidade, a chance de encontrar uma medula compatível pode chegar de 1 para 100 mil doadores. O transplante de medula óssea beneficia pacientes com produção anormal de células sanguíneas, geralmente causada por algum tipo de câncer no sangue como leucemias e linfomas, além de portadores de aplasia medular, entre outras doenças.

REDOME - Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea

     Criado em 1993 e coordenado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) reúne as informações (nome, endereço, resultados de exames, características genéticas) de pessoas que se voluntariam a doar medula para pacientes que precisam do transplante. Um sistema informatizado cruza as informações genéticas dos doadores voluntários cadastrados no Redome com as dos pacientes que precisam do transplante. Quando é verificada compatibilidade, a pessoa é convocada para efetivar a doação. 

     Como é feito o cadastro? Você preencherá uma ficha com dados pessoais e será coletado um tubo de sangue de aproximadamente 10 ml. No seu sangue será feito o exame de HLA, que mostrará qual seu tipo de medula. Depois disso, um sistema informatizado irá comparar seus resultados aos de pacientes que esperam por transplante. Sendo compatível, você será chamado para exames confirmatórios e depois passará por uma avaliação médica.

     Como é a compatibilidade de doadores? Primeiro busca-se um doador compatível entre irmãos. Nesses casos a chance é de 25%. Muitos pacientes não terão esse um irmão compatível, então é feita a busca por um doador não aparentado, através do Registro Nacional de Doadores de Medula Ossea (REDOME), que é o banco de dados em que ficam registradas as informações das medulas dos doadores. É necessário um grande número de doadores cadastrados para que os pacientes tenham chance de encontrar um doador compatível. Para o paciente, você pode representar a única possibilidade de cura.

Se for compatível, como será a doação? Há duas formas de doação:

     Aférese: a coleta é feita pelas veias do braço, usando uma máquina, como se fosse uma doação de plaquetas. Nesses casos, o doador deverá usar uma medicação que estimula a saída de células jovens (as chamadas células-tronco) da medula para o sangue;

     Coleta direta do osso da bacia:
feita com anestesia, a medula óssea é coletada na região das nádegas, no osso da bacia. Não há corte e nem afeta os nervos. O doador tem alta no mesmo dia ou no dia seguinte.

    Como os pacientes recebem a medula?
Depois de um tratamento quimioterápico, o paciente recebe a medula do doador como se fosse uma transfusão. Em até três semanas a medula transplantada já estará produzindo células novas.

Av. Eduardo Gomes, s/nº - Bairro - Aeroporto - CEP: 69.310-005
Telefones de contato: (95) 98404-9593